Edições da Revinter

pdf Uso da cocaína: de Chernoviz (1904) aos dias atuais Popular

Marcado em Lívia Maria Eugênio Lopes, Matheus Eugênio de Sousa Lima, Samuel Frota Cunha, Tatiana Paschoalette Rodrigues Bachur

Registro DOI: http://dx.doi.org/10.22280/revintervol11ed1.328

Resumo

Durante os tempos de império, a medicina brasileira era pouco presente em grande parte do território. A população, pois, fazia o uso de manuais para suprir essa necessidade, e assim, garantir o cuidado à saúde. “Formulário”, escrito por Chernoviz, é um deles. Neste livro, é possível obter informações sobre uma grande quantidade de substâncias medicinais, porém uma nos chama a atenção: a cocaína. Por muito tempo, essa droga foi utilizada para diversos fins terapêuticos, dentre eles, a anestesia. No entanto, com o desenvolvimento de estudos toxicológicos e as mudanças na dinâmica social, a cocaína foi perdendo, aos poucos, seu papel como medicamento e ganhando, cada vez mais, o aspecto de droga de abuso. O trabalho então objetiva descrever a utilização histórica da cocaína como medicamento – especialmente sob o olhar de Chernoviz – e também suas aplicações atuais (e de seus derivados). Realizou-se então uma revisão narrativa, fazendo tomando como base o livro do autor e artigos em diversas bases de dados. Concluiu-se, portanto, que houve uma mudança de panorama da droga, com uma ênfase maior em seus efeitos tóxicos sobre o organismo e seu impacto social que seus usos medicinais em potencial.

Palavras-chave: Cocaína. História. Toxicologia.

Atendimento

Rua Turiassu, 390 | 9º Andar Perdizes | São Paulo-SP CEP 05.005-000 | Brasil

Newsletter

Não perca nenhuma novidade sobre a Revinter! Receba todas as edições da Revinter no seu e-mail grátis!

Search

Lançada! v. 11, n. 1 (2018): Volume 11 • Número 1 • Fevereiro de 2018 - São Paulo  botao 1