Notícias

Pesquisar

Não perca nenhuma novidade sobre a Revinter! Receba todas as edições da Revinter no seu e-mail grátis!

Escolhas para o Ensino Superior em 2018

O Ensino Superior no Brasil vem se modificando em grande velocidade nas últimas décadas. Dados do Ministério da Educação (MEC) apontam que entre 1995 e 2002 apenas 2,4 milhões de alunos concluíram o Ensino Superior, enquanto no período de 2003 à 2014 o número aumentou para 9,2 milhões de concluintes, um aumento de 80%!

Um dos fatores que implicou nesse aumento de alunos e concluintes de cursos de ensino superior foram os programas concessão de bolsas e incentivo ao financiamento estudantil como o ProUni, Fies e Sisu. Além disso houve uma grande elevação das universidades públicas e privadas no Brasil, além da multiplicação de cursos de graduação.

O MEC autorizou na terça-feira passada (dia 15) a abertura de 62 novos cursos de instituições de Ensino Superior privadas e públicas, entre eles cursos a distância com duração de 4 semestres como o de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos.

Entre outros cursos populares que foram autorizados a serem criados no ano de 2018 está a Engenharia de Produção, graduação que esteve presente na última década no Brasil e se popularizou nos últimos anos.

Porém, apesar do crescimento exponencial de universidades e cursos de ensino superior, a crise econômica que afetou o território brasileiro foi um baque para muitas grandes e respeitadas instituições como a UFRJ, que está a meses com as aulas suspensas pela falta de recursos, e oficialmente fechará as portas até o final do ano de 2017 caso não aja um novo investimento. As altas dívidas dos Estados do Rio de Janeiro e Distrito Federal, causam medo nos alunos que tem suas matrículas suspensas por tempo indeterminado.

Em caminho contrário a crise, porém, a CAE aprovou nessa última terça-feira (dia 22) um substitutivo ao Projeto de Lei do Senado 16/2015, que irá autorizar acordos entre fundações privadas e instituições de ensino superior público para apoiar projetos de pesquisa e inovação. O texto autoriza que as instituições privadas captem dinheiro de doações para serem investidos em projetos de pesquisa em instituições do Ensino superior Público. Cada fundação poderá apoiar até 4 instituições e a partir de 2021 será possível abater no IR (Imposto de Renda) as doações a essas fundações.

Esse texto pretende auxiliar a distribuição dos valores nas universidades públicas, e desafogar as altas dívidas que foram formadas, além de promover o estímulo a pesquisa e inovação brasileira.

 

http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/08/22/cae-aprova-apoio-de-fundacoes-privadas-ao-ensino-superior-publico

http://www.valor.com.br/politica/5081354/mec-autoriza-62-novos-cursos-de-ensino-superior

http://www.brasil.gov.br/educacao/2016/04/brasil-teve-aumento-de-80-de-concluintes-do-ensino-superior-em-12-anos

1000 Caracteres remanescentes


Atendimento

Rua Turiassu, 390 | 9º Andar Perdizes | São Paulo-SP CEP 05.005-000 | Brasil

Newsletter

Não perca nenhuma novidade sobre a Revinter! Receba todas as edições da Revinter no seu e-mail grátis!

Search

Lançada! v. 11, n. 2 (2018): Volume 11 • Número 2 • Jun de 2018 - São Paulo  botao 1